Notícias

Centenário de Vasco Mariz é comemorado pela ABM, por Ricardo Tacuchian

A ABM comemorou o Centenário do Acadêmico VASCO MARIZ, no dia 20 de abril, às 17 horas, com uma Mesa Redonda.

Centenário de Vasco Mariz é comemorado pela ABM, por Ricardo Tacuchian
Compartilhe:

A ABM comemorou o Centenário do Acadêmico VASCO MARIZ (Rio de Janeiro, 22 de janeiro de 1921 – Rio de Janeiro, 16 de junho de 2017), no dia 20 de abril, às 17 horas, com uma Mesa Redonda, mediada pelo Acadêmico João Guilherme Ripper, Presidente da ABM, e com a participação do Dr. Victorino Chermont, Presidente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, do Diplomata e Compositor Gustavo Sá e do Acadêmico Ricardo Tacuchian. O evento foi on-line, transmitido ao vivo e está disponível no Youtube.

O primeiro orador, representando o IHGB, Dr. Victorino Chermont, focalizou a contribuição de Mariz à historiografia brasileira. O homenageado foi membro do IHGB, proferiu várias palestras em diferentes instituições e nos legou inúmeros artigos e livros sobre a História do Brasil. O orador fez comentários sobre livros da lavra do homenageado.  Chermont destacou as seguintes obras: Villegagnon e a França Antártica (em parceria com o Cte. Lucien Provençal), da Editora Nova Fronteira/BIBLIEX, Rio de Janeiro, 2000; Ensaios Históricos, da Editora Francisco Alves, Rio de Janeiro, 2005;  Villegagnon e a França Antártica: Uma Reavaliação, 2ª ed. da Editora Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 2005; La Ravardière e a França Equinocial – os franceses no Maranhão, (em parceria com Lucien Provençal), da Editora Topbooks, Rio de Janeiro 2007; Temas da Política Internacional, da Editora Topbooks, Rio de Janeiro, 2008. Victorino Chermont ressaltou a importância de, periodicamente, os pesquisadores revisitarem temas do passado com novas visões e aportes.

O segundo orador foi o Diplomata e Compositor Gustavo Sá. Salientou que, não obstante ter ingressado no Itamaraty alguns anos depois da aposentadoria de Vasco Mariz, ainda ouvia, naquela instituição, os ecos de sua carreira diplomática, em postos chaves e em momentos cruciais da política internacional do século XX. Mariz passou por diferentes postos diplomáticos no Porto, em Rosário, Argentina, em Nápoles, Itália, em Washington, DC, Equador, Israel, Peru e, finalmente, República Democrática da Alemanha. Participou, também, de vários eventos internacionais, representando o Governo Brasileiro. Em várias oportunidades esteve também a serviço da Música e do Músico Brasileiro.

O terceiro orador foi o Acadêmico Ricardo Tacuchian. Sua abordagem foi a trajetória musical e musicológica do homenageado. Tacuchian se baseou em seu contato pessoal e acadêmico com Vasco Mariz e no Catálogo de Obras de Mariz, organizado por Valéria Peixoto, e publicado pela ABM. Tacuchian fez breves comentários sobre alguns dos principais livros publicados pelo Acadêmico e Musicólogo: Dicionário Bio-bibliográfico Musical, com três edições, a primeira de 1949, pela Editora Kosmos; Heitor Villa-Lobos, Compositor Brasileiro, edição da Divisão Cultural do Ministério das Relações Exteriores, 1949, obra que já alcançou 13 edições, sendo a última com o título Villa-Lobos o Homem e a Obra, lançada pela Academia Brasileira de Música e pela Francisco Alves em 2018; História da Música no Brasil, que alcançou sete edições, sendo a primeira de 1981, pela Civilização Brasileira. Outras obras comentadas pelo orador foram A Canção de Câmara Brasileira (de 2002); Três Musicólogos Brasileiros: Mário de Andrade, Renato Almeida e Luiz Heitor Correa de Azevedo (de 1983); Claudio Santoro (de 1994); e A Música no Rio de Janeiro no tempo de D. João VI  (em 2008).

Estiveram presentes ao evento, entre outras pessoas, vários Acadêmicos e as duas filhas e um neto de Vasco Mariz. Toda a sessão durou uma hora.

por Ricardo Tacuchian

Rua da Lapa, 120/12º andar – Lapa
CEP 20021-180 - Rio de Janeiro -RJ

+55 21 2292-5845 | 2221-0277 | 2242-6693

https://www.youtube.com/c/AcademiaBrasileiradeM%C3%BAsicaABM https://www.facebook.com/abmusicabr

Dúvidas? Entre em contato