​Vincenzo Cernicchiaro Cadeira n° 27
Fundador Silvio Deolindo Froes
     
1° Sucessor 2° Sucessor 3° Sucessor Acadêmico atual

Musicólogo, violinista, compositor e professor, Vincenzo Cernicchiaro nasceu em Torraca, na Itália, em 23 de julho de 1858 e faleceu no Rio de Janeiro, em 07 de outubro de 1928. Veio para o Brasil aos doze anos de idade, mas retornou à Itália para estudar no Real Conservatório de Milão, onde recebeu o Primeiro Prêmio de violino. Vindo para fazer alguns concertos no Brasil, fixou residência no Rio de Janeiro. Apresentou-se em duo com o pianista Arthur Napoleão. Ingressou no Clube Mozart e no Clube Beethoven, a partir de 1880, apresentando-se como concertista. Em 1883 esteve em São Paulo para concertos na Casa Levy em parceria com a soprano Marietta Siebs. Na ocasião, Cernichiaro atuou como violinista do Trio no1 op.10, de Alexandre Levy e ajudou a fundar o Clube Haydn, a primeira associação de concertos de São Paulo.

Com o pianista Jeronymo Queiroz fundou, em 1886, a Sociedade de Quartetos do Rio de Janeiro. No ano seguinte voltou a São Paulo e apresentou-se no Clube 06 de julho da cidade de Itu, acompanhado pelo pianista Eugênio Hollander. Em 1890, passou a integrar o corpo docente do Instituto Benjamim Constant, como professor de violino e viola. Ocupou também a cátedra de violino no Instituto Nacional de Música, a partir desse mesmo ano. Em 1899 apresentou-se em duo com o compositor Camile Saint-Saenz em concerto no Teatro São Pedro de Alcântara, fazendo a estreia no Brasil da Sonata no1 para violino e piano do compositor francês. Regeu o Requiem, de Verdi, na Igreja da Candelária, em 1906.

Como compositor deixou principalmente obras para seu instrumento, como o Estudo de Concerto, o Andante e Polonaise op.12, Mazurca, Tarantela, Premier Regret (morceux de salon) e Chant de Coer.
 
Sua contribuição mais importante, no entanto, foi a Storia della Musica nel Brasile: dai tempi coloniali sino ai nostri giorni (História da Música no Brasil: dos tempos coloniais até nossos dias), um livro de mais de 600 páginas publicado em Milão, pela Fratelli Riccioni, em 1926.
 
Rua da Lapa, 120/12º andar - Lapa - 20021-180 - Rio de Janeiro - RJ / Brasil
Telefones (55) (21) 2292-5845 / 2221-0277 / 2242-6693
Copyright 2015 - Academia Brasileira de Música - www.abmusica.com.br - Todos os Direitos Reservados