​Valdemar de Oliveira Cadeira n° 26
Fundador ​Valdemar de Oliveira
     
1° Sucessor Acadêmico atual
Compositor, pianista, regente e musicólogo, Valdemar de Oliveira nasceu em Recife, Pernambuco, a 02 de maio de 1900 e faleceu na mesma cidade a 18 de abril de 1977. Estudou piano com Olímpia Braga e composição com Euclides Fonseca, aperfeiçoando-se com a professora francesa Angéline Radévèse, que se estabeleceu em Recife, em 1911. Formado em Medicina pela Faculdade de Medicina da Bahia, em 1922, escreveu em 1924 a tese Musicoterapia. Formou-se também em Direito pela Faculdade de Direito do Recife, em 1929. Foi professor da cátedra de Higiene na Faculdade de Medicina do Recife a partir de 1928 e de História Natural da Escola Normal Oficial, a partir de 1942. Foi colunista do Jornal do Commércio de Recife entre 1934 e 1970. A partir de 1946 foi editor da revista Contraponto.

Foi homem intimamente ligado às atividades artísticas em sua cidade natal, e foi diretor do Teatro Santa Isabel entre 1939 e 1950. Presidiu a Sociedade de Cultura Musical de Pernambuco de 1945 a 1977 e organizou o grupo Teatro Amador de Pernambuco, em 1941. Foi titular da Academia Pernambucana de Letras, da qual foi presidente entre 1949 e 1961. Publicou ensaios sobre a história do teatro em Recife no século XIX, premiados no Concurso de Monografia do Serviço Nacional de Teatro em 1976 e 1977. Escreveu operetas e revistas, como Berenice (1925), Aves de arribação (1926), A Rosa vermelha (1927), Sai Carlota (1927) e A Madrinha dos cadetes (1933). Deixou ainda o Choro triste e a Valsa para mão esquerda, para piano, e algumas canções. 
Rua da Lapa, 120/12º andar - Lapa - 20021-180 - Rio de Janeiro - RJ / Brasil
Telefones (55) (21) 2292-5845 / 2221-0277 / 2242-6693
Copyright 2015 - Academia Brasileira de Música - www.abmusica.com.br - Todos os Direitos Reservados