​Eudóxia de Barros Cadeira n° 14
Fundador ​Dinorah de Carvalho
     
Acadêmico atual

Nasceu em São Paulo, em 18 de setembro de 1937. Estudou piano com Mathilde Frediani e Karl Heim. Em 1953 foi uma das vencedoras do concurso para solista da Orquestra Sinfônica Brasileira, com a qual se apresentou pela primeira vez sob a regência de Eleazar de Carvalho interpretando o Concerto no1, de Villa-Lobos. Prosseguiu os estudos com Magdalena Tagliaferro, entre 1954 e 1957. Seguiu para Paris, onde deu continuidade aos estudos com Pierre Sancan, Christianne Sénart, o russo Pyotr Kostanoff e Lazare Levy. Ao retornar, em 1959, tornou-se aluna de Guilherme Fontainha, Camargo Guarnieri e Osvaldo Lacerda. Aperfeiçoou-se nos EUA com Olegna Fuschi e Howard Aibel, entre 1965 e 1967, ocasião na qual deu aulas na Escola de Artes da Carolina do Norte. Na Alemanha, entre 1969 e 1970, estudou com Walter Blankenheim.

Excursionou por várias cidades americanas em turnês de concertos. Deu recitais em Nova York, Washington, Houston, Miami, Chicago e Asheville, em importantes salas como a National Gallery of Arts, no Town Hall e no Carnegie Hall. Foi solista à frente da Orquestra Sinfônica de Cleveland, sob a regência de José Serebrier. Sua carreira internacional a levou para concertos na França (Salle Gaveau), Suíça, Inglaterra, Portugal, Colômbia, Equador, Peru, Paraguai, Uruguai, Bolívia, Panamá e México.
No Brasil foi solista à frente de várias orquestras como a Sinfônica do Estado de São Paulo, a Sinfônica Municipal de São Paulo, a Sinfônica de Santo André, a Sinfonia Cultura, Sinfônica da USP, Sinfônica do Teatro Nacional de Brasília, a Sinfônica de Porto Alegre, a Sinfônica Brasileira e a Petrobras Sinfônica, entre outras.

Recebeu prêmios da Associação Paulista de Críticos de Artes, da Ordem dos Músicos do Brasil e o Prêmio Nacional da Música do Ministério da Cultura/Funarte em 1995, na categoria intérprete. Em 1977 publicou o livro Técnica Pianística, pela editora Ricordi.
Casou-se em 1982 com o compositor Osvaldo Lacerda que a ela dedicou inúmeras obras, entre elas Cromos para piano e orquestra. Com ele fundou e atualmente preside o Centro de Música Brasileira em São Paulo.

Possui extensa produção fonográfica, com destaque para a gravação do Concerto no2 para piano e orquestra de Camargo Guarnieri, sob a regência do compositor, à frente da Orquestra Sinfônica Brasileira. Outros registros importantes são os da obra de Ernesto Nazareth, Zequinha de Abreu, Eduardo Souto, Osvaldo Lacerda e muitos outros compositores brasileiros.

Desde 1993 faz parte da Academia Pernambucana de Música.
Portal: www.eudoxiadebarros.com.br
 
Rua da Lapa, 120/12º andar - Lapa - 20021-180 - Rio de Janeiro - RJ / Brasil
Telefones (55) (21) 2292-5845 / 2221-0277 / 2242-6693
Copyright 2015 - Academia Brasileira de Música - www.abmusica.com.br - Todos os Direitos Reservados