Paulo Costa Lima Cadeira n° 21
Fundador Claudio Santoro
     
1° Sucessor Acadêmico atual
Compositor, escritor e teórico da música. Professor Titular de Composição da Escola de Música da UFBA. Membro da Academia de Letras da Bahia, criada em 1917, ocupa a cadeira n. 8, patrono Cipriano Barata, e é também membro-fundador da Academia de Ciências da Bahia.Pesquisador pelo CNPq desde 2003.

Teve sua formação musical iniciada nos Seminários de Música da UFBA a partir de 1969, convivendo com a intensa produção musical de Ernst Widmer, Lindembergue Cardoso, Walter Smetak, Milton Gomes e Fernando Cerqueira. Teve sua primeira obra apresentada em 1976. Seguiu para os EUA, onde realizou o bacharelado em composição na University of Illinois, Champaign-Urbana, tendo sido orientado por Herbert Brün e Ben Johnston. Pela mesma universidade obteve o grau de Mestre em Educação, tendo estudado e convivido com figuras como Alexandre Ringer, Stephen Blum, Bruno Nettl, Salvadore Martirano, entre outros. É Doutor em Artes pela Universidade de São Paulo, em 2000, e em Educação pela Universidade Federal da Bahia, com teses dedicadas ao ensino de composição e à análise da música do compositor suíço-baiano Ernst Widmer.
Foi diretor da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia de 1988 a 1992, tendo criado em sua gestão o Programa de Pós-Graduação em Música da UFBA. Pró-Reitor de Extensão desta Universidade em duas gestões, 1996 e 2002, foi presidente da Fundação Gregório de Mattos, de 2005 a 2008, função equivalente à de Secretário de Cultura de Salvador. Desde 2014 atua como  Assessor Especial do Reitor da Universidade Federal da Bahia, tendo coordenado o Congresso da UFBA, evento que marcou os 70 anos da Instituição (2016)

É docente da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, desde 1979, onde leciona composição e análise musical para os cursos de graduação, mestrado e doutorado. É Editor da Revista ART, criada em 1981, atualmente ART Music Review (www.revista-art.com). 

Seu catálogo tem 120 obras, 98 estreadas, e registro de 480 performances em mais de 20 países, sendo mais de cem delas internacionais. Já teve obras comissionadas/estreadas por: Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, Festival de Campos de Jordão, Festival Música Nova de Santos, American Composers Orchestra/Carnegie Hall, Orquestra Sinfônica de Seattle, OSESP, Juilliard Contemporary Ensemble, Mivos Quartet, GRUPU-Unicamp, Conselho Musical da cidade de Düsseldorf. 

Em 2015 foi indicado em primeiro lugar nacional para a XXI Bienal de Música Brasileira Contemporânea, por um colegiado composto por 79 compositores, regentes e professores de composição. Em 2017 também foi indicado para o primeiro prêmio (obra Sinfônica) da XXII Bienal. Autor de diversos livros e artigos sobre composição e seu ensino, além de temas de crítica cultural, e mentor de uma nova geração de compositores baianos, é cofundador da OCA-Oficina de Composição Agora.


Site: http://www.paulolima.ufba.br/
Rua da Lapa, 120/12º andar - Lapa - 20021-180 - Rio de Janeiro - RJ / Brasil
Telefones (55) (21) 2292-5845 / 2221-0277 / 2242-6693
Copyright 2015 - Academia Brasileira de Música - www.abmusica.com.br - Todos os Direitos Reservados