Cleofe Person de Mattos Cadeira n° 5
Fundador Pedro Sinzig
     
1° Sucessor 2° Sucessor Acadêmico atual
Nasceu em 17 de dezembro de 1913. Marcou sua presença na vida musical brasileira como regente coral e musicóloga. Após se formar na Escola Nacional de Música da Universidade do Brasil (1940) fundou, em 1941, o Coro Pró-Música, que se transformou, anos depois, na Associação de Canto Coral, instituição basilar das atividades corais no Rio de Janeiro desde 1946. Com a ACC apresentou não só as grandes obras do repertório coral sinfônico internacional em colaboração com as orquestras da cidade, como também promoveu a estreia de obras de compositores brasileiros contemporâneos. Os concertos da ACC sob a direção de Stravinsky, Jacques Pernoo, Karl Richter e Helmuth Rilling marcaram época. Outra característica do trabalho de Cleofe à frente da ACC foi o resgate de obras de nosso passado musical. Com a ACC realizou diversas audições de obras do Padre José Maurício Nunes Garcia e outros compositores do período colonial brasileiro, participando também dos primeiros registros fonográficos no fim da década de 1950, alguns deles únicos até os dias de hoje.

Foi professora Titular e Emérita da Escola de Música da UFRJ. Foi eleita para a Academia Brasileira de Música em 1964. Foi a primeira presidente da Associação Interamericana de Regentes Corais, em 1978. Presidiu também a Sociedade Brasileira de Musicologia no biênio 1983-1985. Integrou a Comissão Nacional de Folclore (1948-1960), a Sociedade Internacional de Musicologia, o Conselho de Música Erudita do Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro e o Conselho da Casa do Estudante do Brasil do Rio de Janeiro. Foi redatora, na Rádio MEC, do programa "Obras primas do Canto Coral". Com Luis Heitor Corrêa de Azevedo e Mercedes Reis Pequeno, publicou em 1952 a Bibliografia Musical Brasileira (1820-1950).

Recebeu diversos prêmios e condecorações como a Medalha Silvio Romero (1957), a Medalha do Jornal do Comércio do Rio de Janeiro (1958), o Troféu Estácio de Sá, do Governo do Estado do Rio de Janeiro (1972), a Medalha Biblioteca Nacional (1989) e o Prêmio Nacional da Música, na categoria de Musicologia, conferido pela FUNARTE /MinC (1995).

Foi responsável pelo resgate da obra musical do compositor Padre José Maurício Nunes Garcia. Realizou um longo e detalhado trabalho de pesquisa histórica, identificação de obras e documentos, levantamento de partituras, apresentações, publicações de textos e músicas, culminando na publicação de dois livros: o Catálogo Temático das obras de J.M.N.G. (Conselho Federal de Cultura - MEC-1970) e José Maurício Nunes Garcia – Biografia (Biblioteca Nacional-1997). Para a FUNARTE coordenou a publicação de várias obras de José Maurício como as Matinas do Natal, os Graduais de São Sebastião e Dies Santificatus, os Salmos Laudate Dominum e Laudate Pueri, a Antífona Tota Pulchra, o Ofício 1816, a Missa Pastoril para a Noite de Natal e a Missa Santa Cecília. Para a editora Carus Verlag, da Alemanha, preparou a edição do Requiem de 1816. Faleceu em 05 de maio de 2002.

Em 2009, após minucioso processo de organização e catalogação, em projeto financiado pela Petrobras, seu acervo foi doado à Escola de Música da UFRJ. O conteúdo se encontra disponível na internet no Acervo Cleofe Person de Mattos, acessível em http://www.acpm.com.br/.
 
Rua da Lapa, 120/12º andar - Lapa - 20021-180 - Rio de Janeiro - RJ / Brasil
Telefones (55) (21) 2292-5845 / 2221-0277 / 2242-6693
Copyright 2015 - Academia Brasileira de Música - www.abmusica.com.br - Todos os Direitos Reservados