Adhemar Nóbrega Cadeira n° 1
Fundador Heitor Villa-Lobos
     
1° Sucessor Acadêmico atual


Adhemar Nóbrega nasceu em Patos, Paraíba, em 1917. Ainda criança se transferiu para João Pessoa. No Lyceu Paraibano estudou música com Gazzi de Sá, substituindo o professor na cadeira de canto orfeônico quanto este se transferiu para o Rio de Janeiro. Trabalhou no jornal A União, como repórter, articulista e crítico de cinema. Veio para o Rio de Janeiro, onde se diplomou, em 1944, pelo então Conservatório Nacional de Canto Orfeônico (CNCO), dirigido por Heitor Villa-Lobos.

Lecionou música em várias escolas do Rio de Janeiro e de São Paulo, inclusive no Colégio Pedro II. Esteve em Lisboa, onde estudou com Edgar Willems, na Fundação Calouste Gulbenkian. Foi membro da Associação de Canto Coral do Rio de Janeiro e redator do Serviço de Radiodifusão do Ministério de Educação, Rádio MEC. Foi um ativo colaborador de Villa-Lobos na sua ação de educação musical e, em 1961, assumiu o cargo de professor de história da música e apreciação musical do CNCO.

Sucedeu Villa-Lobos na cadeira no1 da ABM e exerceu um importante papel nas atividades da instituição. Estava no exercício da função de secretário quando, dirigindo-se com documentos da instituição para a residência do então presidente Francisco Mignone, foi atropelado, vindo a falecer em 28 de dezembro de 1979. Da produção musicológica de Adhemar Nóbrega se destacam dois livros premiados e publicados pelo Museu Villa-Lobos: As Bachianas Brasileiras de Villa-Lobos, de 1971, e Os Choros de Villa-Lobos, de 1975. Faleceu em 28 de dezembro de 1979, na cidade do Rio de Janeiro. 
Rua da Lapa, 120/12º andar - Lapa - 20021-180 - Rio de Janeiro - RJ / Brasil
Telefones (55) (21) 2292-5845 / 2221-0277 / 2242-6693
Copyright 2015 - Academia Brasileira de Música - www.abmusica.com.br - Todos os Direitos Reservados